sábado, 9 de janeiro de 2016

Gaijin Ama-me como sou [FILME]

Olá pessoal! Feliz ano novo! Esse ano vou me dedicar mais ao meu universo na internet (blog, pagina no facebook e youtube). Quero agradecer a todos que me acompanham nas redes sociais e tem visto que minha vida está bem corrida. ENFIM... Vamos falar sobre o tema do post. Obrigada.



Recentemente vi um filme muito bom: GAIJIN AMA ME COMO SOU, conta a historia de Titoe, uma mulher que decide vir para o Brasil para conseguir dinheiro para ajudar sua família no Japão em 1908, com o tempo ela e sua filha já tem o dinheiro para voltar para o Japão,mas com a 2° guerra acontecendo teve que adiar seus planos. E foram vivendo no Brasil, casaram, tiveram filhos e os netos da senhora Titoe, que casaram com estrangeiros e com a crise de 1990 o marido de sua neta teve que ir trabalhar no Japão.

A historia é bem conhecida por diversas familias japonesas que estão no Brasil, mostre esse filme aos seus pais ou avós, tenho certeza que eles vão se identificar muito!




SOU GAIJIN! E DAÍ?

Gaijin é um termo "ofensivo" aos olhos de muitos, mas aos meus olhos não vejo como um insulto. Porque simplesmente eu sou estrangeira. (LOGICO que se a pessoa vier com um tom de voz áspero é obvio que vou ficar brava).
Aos japoneses Gaijin é abreviação de ___ que se dá para quem é estrangeiro, quem vem de fora, agora me diz ONDE ISSO É OFENSA? Quando nós brasileiros vamos para o Japão somos o que? Estrangeiros, certo?!

E por isso eu não me importo de ser chamada de gaijin pelos japoneses, há quem se doa, mas se for numa conversa amigavel, qual é o problema?

#MENOSodio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestão, dica...
Respeite para ser respeitado!